SPFW

 No quinto dia de SPFW teve desfiles das marcas Gloria Coelho, Maria Bonita, Uma Raquel Davidowicz, João Pimenta e Lino Villaventura, confiram um pouco de tudo que rolou no quinto dia de SPFW:


 O desfile da Gloria Coelho se inspirou em neutrinos & Vulcões; anos 30, 50, 60, 90 e 2012, levesa, transparência, sincronicidade, velocidade, improviso, desprendimento, originalidade, independência para trazer essa coleção, Como cartela de cor foi selecionada gelo, bege, rosé, marrom, cinza, off-white, preto, camelo, rosa argila; os forros aparecem nos tons laranja, azul, rosa, verde limão e vermelho. Há ainda as estampas de Vulcão e Neutrinos para fazer de acordo com a inspiração.


 “Dias do Norte, com suas motivações diversas e roteiros variados por entre os rios-ruas que riem de nós ao se modificar a cada enchente. Peço licença aos boiadeiros, castanheiros, índios, seringueiros e marisqueiros para conhecer seus saberes e fazeres”. foi a inspiração do desfile da Maria Bonita, os materiais usados na coleção foram tricô, látex, paetê e canutilhos de metal. Castanhos, verdes, rosa, amarelo foi a cartela de cores da coleção; formas super confortáveis de se vestir, além de serem super confortáveis de se verem;  Danielle disse que ainda não chegou lá, mas que acha que está no caminho certo.


 Sport minimalista foi a inspiração da marca Uma, que trouxe uma coleção de formas bem andróginas, fluidas e estruturadas em comprimentos longos e algumas fendas. Percebi uma busca por androgenia no desfile da marca, não porque as formas não tinham muito contorno, mas também na escolha de material e na cartela de cores; os materiais foram tecnológicos e cores de uma paleta clássica como o preto, marrom, cinza e tons de azul.


 A marca João Pimenta trouxe uma coleção inspirada em steampunk, subgênero da ficção científica cujas obras são ambientadas em um passado que possui tecnologia do futuro; os “plague doctors”, médicos da época da praga que usavam máscaras com bicos, onde colocavam ervas aromáticas para disfarçar o cheiro dos doentes; e a ideia de que “todo príncipe tem seu monstro”. Cartela de cores escura, com contrastes de marinho, marrom, vinho, musgo e preto. Formas no normal clássicas em comprimentos variados. Uma coleção forte e impactante.


 Imagens sombrias do pintor Francis Bacon serviram de inspiração para a coleção da marca Lino Villaventura, as formas usadas foram mais contidas e aos poucos a coleção foi ganhando mais volume, muito mais volumes. Os looks mais carnavalescos, brilhantes, além da “realidade” cotidiana arrancaram muitos aplausos e gritos da platéia, também não é pra menos.

E assim acabou o quinto dia de SPFW.

XOXO from R.



Nenhum comentário

Postar um comentário

 

Próximo Look © 2014 LAYOUT POR MAYARA SOUSA